O problema do mundo

Por Fernando Spadari, fundador da Go Capital Partners

Um dos principais males do mundo corporativo é a incapacidade do empresário em tomar decisão. Entendam, não se trata do empresário não tomar decisões (já que tomam diariamente), mas sim da forma como o fazem.

Vivemos tempos difíceis, onde etapas da Operação Lava-Jato inundam de espuma suja todas as ruas desse país de dimensões continentais e, quando depuramos toda essa espuma, o que se percebe em todos os níveis de discussões é a terceirização da responsabilidade. “ Não fui eu”, “ nunca vi isso”, “a culpa é do porteiro”, “ o mercado funciona assim” são expressões comuns em depoimentos, bate-papos e até mesmo nos laudos e oitivas judiciais. O que está por trás dessas expressões é a famosa terceirização de responsabilidade decorrente de tomadas de decisões sistemáticas e equivocadas.

O mesmo acontece no mundo corporativo. O empresário, ao tomar decisões, prefere terceirizá-las aos seus consultores, advogados, funcionários para ter a margem de manobra mais utilizada no Brasil e de certa forma no mundo corporativo em geral. Se as consequências da decisão forem frutíferas, mérito dele, empresário. Se forem desastrosas, inicia-se o processo maniqueísta de imputar culpa em qualquer ente envolvido, mesmo que estes não tenham a prerrogativa de decidir.

Um gatilho que impulsiona esse comportamento é o desconhecimento específico, outro, apenas a famosa lei de Gerson em que sempre temos que ser mais espertos e ter um culpado de plantão. É assim nas amizades, casamento, empresa e na vida.

Nosso trabalho é ajudar a dar conhecimento, esclarecendo causas e efeitos da tomada de decisão financeira, seja ela na abertura de capital ou em um processo de M&A, por exemplo, para que o empresário tome a decisão e esteja pronto para as consequências, boas ou ruins. Decidir, em todas as esferas, e parar de culpar terceiros fará um mundo mais ágil, melhor e mais competitivo.

Portanto, decidam vocês como querem ser.

 

Fernando Spadari é Administrador pela Universidade de Miami e advogado, especialista em gestão com ênfase em finanças pela FGV-UCLA. Empresário com experiência em diversas empresas de Tecnologia, Telecom e Industria, nas quais atuou na fundação, desenvolvimento e preparação para o desinvestimento, sempre na posição de CEO e acionista. Foi fundador da Guapo Capital Group e atua com M&A há mais de 15 anos. É o fundador da gocapital partners e Presidente do Conselho da Eleven Financial Research.

Este artigo reflete as opiniões do autor e não deve ser interpretado como opinião da B3 ou como recomendação de investimento. A B3 não se responsabiliza nem pode ser responsabilizada pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência de seu uso para qualquer finalidade.
2017-04-12T16:44:37+00:00 12/04/2017|GoCapital Partners opina|